Alberto Guerreiro Ramos

A definição mais representativa daquilo que os antropólogos sociais e os sociólogos anglonicos chamam de cultura é a de Taylor, em “Primitive Culture, assim dita: “that complex whole which includes knowledges, belief, art, morals, law, custom and any other capabilities adquire by man as a member of society”. Para modificá-la ou não, a maioria dos compêndios de sociologia, editados depois de Taylor, a repetem. Se ela não nos parece hoje abranger toda a extensão do definido, contudo, desde que foi cunhada estabeleceu para sempre dois caracteres essenciais da cultura.

Ler versão Digital