Uma vez mais: Ser versus Fazer?

2013-01-15T18:48:10-02:00

A religiosidade do trabalho é a conseqüência inelutável da excessiva valoração que se atribui ao FAZER na disjuntiva SER Versus FAZER, que hoje substitui o paradoxo existen ta SER Versus TER nestes primeiros anos do século XXI. Ao deificar o trabalho, as organizações se transformam em verdadeiras seitas.