Quatro palestras compuseram o painel “Administração Sustentável: necessidade da sociedade contemporânea” e destacaram o papel do Administrador na construção de uma sociedade mais justa e igualitária para todos.

O Adm. Luiz Alberto Gravina Belmiro durante a exposição “Sustentabilidade e a formação do Administrador” falou que a construção curricular do Administrador com disciplinas como ética e responsabilidade social permitem a formação de um profissional com uma visão conceitual sobre sustentabilidade.

“Mas não encontramos apenas a sustentabilidade ambiental,   à acessibilidade e a todos os fatores que dizem respeito a igualdade em todos as atividades sociais”, afirmou.

Completando a ideia anterior, o Adm. Glauco Pessoa, que conduzia “Sustentabilidade e PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos) explicou que “não existe mais a possibilidade de falar em Administração sem levar em consideração a sustentabilidade. E não só na questão do meio ambiente, tem a questão política, cultural, que também permeia toda a nossa realidade”, destacou.

Para Pessoa, é preciso que o Administrador conheça a PNRS para verificar se a empresa em que atua está ou não enquadrada em algum aspecto. “Na América do Norte e na Europa existem políticas relacionadas a esse assunto há mais de 20 anos. Estamos atrasados mais as expectativas são as melhores”, destacou.

Já o Adm. Luiz Fernando Rodrigues conduziu “Sustentabilidade e os Centros Urbanos” e afirmou que atualmente as cidades do país não são sustentáveis e que precisam desenvolver estratégias para a implantação desse conceito. “Será necessário um grande planejamento e ninguém melhor que os Administradores para cuidarem dessa área”, fundamentou.

IMG_3791 IMG_3794 IMG_3811 IMG_3822 IMG_3829 IMG_3834