O Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro esteve na Casa de Saúde São José (CSSJ),   na zona sul da cidade,   para uma visita técnica, no dia 28 de agosto. Representantes da Comissão de Saúde e da Comissão de Processos do CRA-RJ, estudantes e Administradores assistiram a palestras e conheceram as instalações do hospital. Eles se deslocaram até a Casa pelo ônibus do Conselho.

O CRA-RJ foi a primeira instituição que o hospital recebeu para esta atividade. A enfermeira de treinamento Claudia Labriola, organizadora da visita técnica, acompanhou os participantes durante todos os percursos. No primeiro momento, os convidados assistiram ao vídeo institucional da Casa de Saúde São José, que contava a história da entidade, explicando seu surgimento; o caráter filantrópico; seu desenvolvimento no Rio de Janeiro; a característica cirúrgica e os números de procedimentos realizados diária e anualmente. Depois, a supervisora do setor de Qualidade, Roberta Flecher ministrou uma palestra sobre processo de acreditação e retificação da Casa.

Inicialmente, a palestrante explicou a acreditação, que é o reconhecimento formal de que a instituição atende aos requisitos pedidos e está apta a realizar as atividades com segurança. Ela falou sobre a Organização Nacional de Acreditação (ONA), reconhecida em 2003 pelo Ministério da Saúde, e seu manual brasileiro.

Segundo Flecher, uma organização pode ter uma das três certificações: a acreditação, a acreditação plena e a com excelência (o CSSJ tem a última chancela), e são avaliadas em três níveis: segurança, gestão integrada e excelência em gestão.

“As avaliações levam muito em conta a qualidade Administrativa. A primeira seção do manual, por exemplo, é gestão e liderança. Temos que trazer essa visão para o hospital. Não é fácil, pois não se trata de um fluxograma linear, já que os processos são um conjunto de operações que devem proporcionar um resultado bem definido”, explicou.

A supervisora de Qualidade focou na gestão por processos, elucidando a grande complexidade da gestão do hospital, que lida bastante com a parte burocrática, como o preenchimento de planilhas e formulários mesmo para as menores ações. “A necessidade traz a parte burocrática e vice-versa. Para agirmos com responsabilidade e garantirmos excelência, precisamos disso”, esclareceu.

Para sintetizar sua apresentação, Roberta Flecher exaltou a participação dos Administradores na gestão de qualquer instituição, inclusive em uma Casa de Saúde.

“A Administração precisa estar presente. Os Administradores precisam participar e estar a par da cultura da Casa, senão a coisa simplesmente não anda. Nosso diretor executivo é um Administrador e nossa preocupação com uma gestão qualificada é o que faz este hospital ser o que é”, finalizou.

A atividade seguinte da programação foi a conversa com a Adm. Ana Paula Póvoas, supervisora de Atendimento. Ela explicou sobre os desafios que enfrentou para chegar ao seu cargo e como se manter no trabalho, e como sua formação em Administração ajudou nesses processos.

“Os funcionários anteriores a mim eram enfermeiros e não conseguiram ficar no cargo. Hoje, estou no hospital há mais de um ano. Acho que a vaga precisava de um Administrador, de uma gestão mais efetiva, que é o que tento fazer”, contou.

Póvoas ressaltou sua proximidade com os funcionários, conquistada pela sua dedicação à gestão de pessoas, e o cuidado em conduzir os clientes, independente de sua necessidade. “Tenho líderes em várias áreas que me auxiliam, pois minha gestão é em equipe”, contou.

A Administradora concluiu a conversa respondendo às perguntas dos convidados e falou sobre a visão holística da Administração:

“A Administração me fez olhar todos os ângulos, todos os setores. Esse é mais um campo de atuação que a profissão proporciona. Gosto muito de trabalhar na área de saúde como uma gestora bem-sucedida”, afirmou.

O técnico em segurança do trabalho do hospital, Alex Miranda, conduziu a visita guiada. Os convidados andaram por instalações dos cinco prédios da Casa de Saúde, que são todos interligados. Foram mostrados leitos cirúrgicos, maternidade, farmácia, centros cirúrgicos, berçário, setores financeiro e administrativo, áreas de manutenção, entre outros.

IMG_2898 IMG_2860 IMG_2774 IMG_2813