O Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro promoveu no dia 13 de novembro o evento “Entre Projetos,

De início, Ludmila introduziu o tema falando sobre o que vem a ser a Antropologia, seu conceito e contextualização histórica. Em seguida, começou a desenhar o diálogo entre os dois campos científicos e apresentou um filme sobre o Projeto Integrado de Proteção às Terras e Populações Indígenas na Amazônia Legal, da Funai, do qual foi consultora em antropologia, e falou sobre os desafios de administrar as pluralidades, devido às diversidade de vozes e parceiros.

IMG_7012

Tendo como gancho o tema central da palestra, o diálogo entre a Antropologia e a Administração, a professora falou sobre o termo “cultura organizacional”.

“A aproximação entre antropologia e administração se dá muito pela criação do conceito de ‘cultura organizacional’. Grande parte dos teóricos que escrevem sobre o tema, que são inclusive administradores, fazem um crítica a ideia dessa cultura organizacional. Porque segundo eles afirmam, e eu concordo, o conceito de cultura é complexo, polissêmico  e mutável.”

Por fim, a professora utilizou de sua experiência junto ao projeto citado para falar sobre a questão da cultura dentro das organizações.

“Pode-se enxergar a proximidade de um pensar cultural dentro de uma organização mas não se pode afirmar com toda convicção que uma determinada empresa é a portadora de uma determina cultura. Como se aquilo fosse seu cimento, reunindo crenças e sua própria identidade.”

A palestra contou ainda, com a participação do Adm. Antonio Andrade, conselheiro do CRA-RJ, que contribuiu com o debate das questões relacionadas ao tema.