O Adm. Antonio Caloni,   assessor técnico do CRA-ES,   palestrou sobre ‘A importância da responsabilidade técnica e da ética profissional’. Dentro deste tema, o Administrador falou sobre a necessidade de acabar com alguns paradigmas que permeiam a profissão, como, por exemplo, o famoso ‘canetinha de ouro’, que só vai à empresa para assinar papéis.

“Esse tipo de profissional só representa custo para organização. E se gera custos, pode ser dispensável”, garantiu assessor, lembrando que o Responsável Técnico de qualidade é aquele que está presente na empresa, conhecendo seu dia a dia e seus processos de trabalho:

“Essa presença deve ser de acordo com a necessidade de cada organização. Assim, o Responsável Técnico pode ficar o dia inteiro, meio dia ou uma hora na empresa, desde que, nesse período, ele tenha capacidade de saber tudo o que está acontecendo”, afirmou.

Outro destaque feito pelo palestrante é sobre os conhecimentos técnicos de licitações e leis dos órgãos públicos e privados.

“Quando nos tornamos responsáveis técnicos de uma empresa, encontramos uma grande diversidade de formação e atuação empresarial. Então, temos que usar a Ciência da Administração para que tudo seja feito de acordo com a necessidade apresentada no projeto”, salientou o Adm. Antonio Caloni, que finalizou dando uma dica importante para o profissional de Administração que deseja atuar como Responsável Técnico:

“O RT nota 10 é aquele que é esforçado e tem caráter, conduta ética. Ele deve ter sempre o otimismo e a capacidade para conseguir aplicar seus conhecimentos da Ciência da Administração em prol da organização”.

IMG_4831 IMG_4833 IMG_4836