A ética, a moral e o respeito ao cliente foram os temas de abertura do X Encontro de Administradores, realizado nos dias 5 e 6 de outubro, no auditório da Firjan. O presidente do CRA-RJ, Adm. Wagner Siqueira, abriu os trabalhos com a palestra “Ética e moral no mundo dos negócios”, questionando a moralidade das organizações.

sem-titulo-2“As organizações são amorais, têm interesses e precisamos caminhar nessa reflexão. Elas são ficções jurídicas e é um contrassenso julgar que uma organização é o mesmo que uma pessoa, e que ela possa ser ética. A empresa não age por um dever moral, mas está na busca de seus interesses”, apontou o Administrador, afirmando que as pessoas que integram as organizações que tem ou não moral.

O presidente do CRA-RJ continuou afirmando que se a ação empresarial busca lucros não se pode colocar a moral no meio e definiu o respeito ao cliente como um valor profissional.

“O respeito ao cliente é uma diretriz empresarial, um valor do código de ética do corporativo e uma referência no plano de negócios de ação estratégica da empresa, mas não é um valor moral da organização, essa é uma distorção que começa a se praticar”, destacou.

Para o Adm. Wagner Siqueira, se cada organização defende a ética dentro de sua empresa e acredita que é melhor que outra, há quebra do conceito principal do que vem a ser ética.

img_9354“A organização tem que ter resultados e o respeito ao próximo não pode ser um valor moral empresarial, porque é contaminado pelo interesse da empresa. As principais características do valor moral são o desinteresse e a universalidade. A ética empresarial é apenas um instrumento, uma ferramenta de gestão”, salientou.

O Adm. Wagner Siqueira apontou ainda que as ordens econômica e moral determinam o comportamento humano. A ordem econômica dizendo o que é possível ou não, a lei definindo o que é legal e a ordem moral se impondo à consciência e sendo mais forte do que a lei.