Por Érika dos Anjos|

Visando continuar seu trabalho de resguardar o mercado de trabalho para o Profissional da Administração, o CRA-RJ enviou ofícios a duas instituições que estavam realizando processos seletivos a fim de que se adequassem à Lei 4769/65, que regulamenta o exercício da profissão, e realizassem o certame com Administradores e Tecnólogos devidamente registrados. Ambas as organizações acataram os pedidos do Conselho.

O Sebrae realizava um processo seletivo para diversos cargos, como analistas para as áreas de gerência de Administração, gerência de inovação e soluções coordenação de economia criativa, coordenação de negócios internacionais, entre outros.  O ofício enviado ao diretor superintendente da instituição, Antônio Melo Alvarenga Neto, solicitou a retificação do edital a fim de adequar-se à legislação pertinente que destina essas funções a profissionais com graduação em Administração e com registro ativo junto ao respectivo Conselho Profissional. A correção foi prontamente realizada.

Já no concurso do Consórcio Intermunicipal Lagos São João (CILSJ), o cargo de Analista Técnico destinava-se a profissionais com outras graduações, mesmo com atribuições administrativas e o de Assistente Administrativo não solicitava que esses profissionais fossem Técnicos em Administração. O ofício enviado pelo presidente Adm. Leocir Dal Pai solicitava a readequação dos perfis para profissionais formados em nível superior de Administração, para o primeiro caso, e técnico para o segundo, sendo ambos registrados no CRA-RJ. Mais uma vez, houve anuência nas duas situações.

Para Adm. Renata Motta Vasconcellos, diretora de Fiscalização do CRA-RJ, esse diálogo entre as instituições é vital para o entendimento de toda sociedade da importância do exercício legal da profissão e do devido registro na instituição de classe.

“Nossa conversa com as empresas tem fluido da melhor forma possível e, com isso, conseguimos preservar o espaço dos nossos profissionais”, declarou a Administradora.

O Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro possui um canal exclusivo de Denúncia sobre atividades irregulares no âmbito da Administração, assim como uma Ouvidoria disponível a toda população. Os canais fazem parte dos Serviços Públicos do CRA-RJ, uma iniciativa que aproxima a sociedade da instituição possibilitando que o cidadão ateste a qualificação de profissionais e empresas da área.