O Administrador e escritor Jorge Fornari participou do projeto Estudando com o Autor, do CRA-RJ, e apresentou o livro ‘O Executivo na Essência – A genética do comportamento gerencial’, no último dia 13, na sede do Conselho. A obra demonstra de forma sintética como a vida em sociedade automatiza a espécie humana na tomada de decisões. São apresentadas também algumas provocações quanto aos instintos primitivos do homem moderno.

siteA abertura do evento foi realizada pelo Adm. Leonardo Fuerth, superintendente do CRA-RJ, e pelo Adm. Luiz Augusto Costa Leite, consultor temático do X Encad. Ambos destacaram a relevância do material apresentado e da experiência profissional de Fornari ao longo de sua carreira.

De acordo com Fornari, a evolução humana ou não deu certo ou ainda precisa de muitos anos para se completar. Dentro das organizações, o ambiente pode aflorar sentimentos de ira, inveja e vingança, entre outras coisas nocivas, e isto é altamente perigoso. Ele usa a metáfora do lobo em pele de ovelha para explicar a situação.

Site 3 - na segunda aspas

“O fato é que temos, debaixo do nosso cordeirinho, alguns animais que ficam atacando, que ficam zanzando entre os nossos pensamentos. Animais perigosos habitam nossa mente. Há um conjunto de coisas que podem até ser comparadas aos pecados capitais e a igreja já sabia que estes demônios estavam dentro de nossa cabeça”, disse Fornari.

Para o Adm. Jorge Fornari, o controle desses instintos, em prol da boa convivência social e organizacional, depende da pré-disposição de cada pessoa e de compreender os motivos de suas incompetências. Fornari usa a personagem Dexter, de uma série televisiva de mesmo nome, para falar sobre a essa necessidade.

site 2“A vantagem do Dexter em relação a gente é que ele tinha ciência de quem era o passageiro sombrio que habitava nele. Então, estamos sempre correndo o risco de sermos derrubados por um animal interno que a gente tem e que vai nos impulsionar a fazer uma bobagem qualquer”, explicou o palestrante.

Para resolver de vez este déficit evolutivo, Fornari defende a imersão na busca de melhores práticas, que respeitem a vida como um todo, desde os micro-organismos até à espécie humana. Mas tal passo ainda estaria muito distante da humanidade, caso fosse possível alcançar antes da chamada sexta extinção, a da espécie humana.

site 4 - trecho sobre a doação - finalAcervo CRA-RJ – Na ocasião da palestra, o Adm. Jorge Fornari autografou e doou dois de seus livros para a Biblioteca do CRA-RJ. As obras foram entregues ao Adm. Leonardo Fuerth e poderão ser acessadas em breve na nova estrutura que o Conselho está construindo.